A ejaculação precoce tem cura?

A ejaculação precoce acontece quando o homem atinge o orgasmo logo nos primeiros segundos após a penetração ou antes de ter penetrado.

Esta disfunção sexual é mais comum em adolescentes, devido às alterações hormonais.

A ejaculação precoce pode ser controlada com o uso de algumas técnicas e exercícios confira no manual super dotado.

ejaculação precoce
ejaculação precoce

O urologista pode recomendar e orientar vários tipos de tratamento, que incluem:

Técnica da compressão

Nesta técnica o homem aprende a reconhecer as sensações que surgem antes da ejaculação e a controlá-las.

A grande vantagem desta técnica é que pode ser feita pelo próprio homem, não sendo necessária a ajuda da parceira ou parceiro.

Para isso, deve-se fazer estimulação do pênis, através de masturbação ou relação sexual, e, quando se sentir que se irá ejacular, deve-se parar e fazer pressão sobre a cabeça do pênis.

Técnica de dessensibilização

É uma técnica bastante simples, mas que pode não ter resultado com todos os homens usam libid gel, pois consiste em fazer masturbação 1 a 2 horas antes da relação sexual, o que diminui a sensibilidade para o orgasmo.

Além disso, caso o homem não utilize preservativo, por já ter uma relação duradoura, o urologista pode aconselhar o seu uso, já que normalmente diminui a sensibilidade do pênis, permitindo controlar o orgasmo.

Uso de anestésicos tópicos

Algumas pomadas ou sprays que contêm uma substância anestésica, como lidocaína ou benzocaína, podem ser usados para diminuir a sensibilidade do pênis e aumentar a duração do ato sexual, sem que ocorra a ejaculação.

Este tipo de produtos deve ser indicado pelo médico e precisam ser aplicados cerca de 10 a 15 minutos antes da relação.

Além destes produtos, existem ainda preservativos que contém o anestésico no seu interior e que também podem ser usados. Alguns exemplos são:

Ejaculação precoce tem cura?

A cura da ejaculação precoce pode ser alcançada utilizando técnicas simples de autocontrole, mas quando isto não é suficiente pode-se tentar diminuir a sensibilidade do órgão sexual masculino ou tomar medicamentos receitados pelo médico.